nos meandros do rio Amazonas

1, março 01UTC 2007 às 10:12 pm | Publicado em meandros | 2 Comentários

rio amazonas

A terra mais líquida do planeta nunca esteve tão em voga. A Amazônia é tema da atual Campanha da Fraternidade da CNBB, título de uma minissérie da mais influente rede de televisão brasileira e motivo para encher a caixa postal de muita gente com e-mails de uma campanha de artistas pela sua preservação.

Entre discursos que beiram a inocência, procuram resgatar a sacralidade da natureza ou tentam dar um panorama histórico que sirva para um romance folhetinesco, vale a pena escutar a voz de um importante pesquisador brasileiro.

Evaristo Eduardo de Miranda é o responsável da Embrapa pelo monitoramento via satélite de boa parte do território brasileiro, bem antes de qualquer Google Earth. Segundo ele, o Brasil possuía há 8 mil anos atrás 9,8% das florestas mundiais. Hoje detemos 28,3%! 75% de todas as florestas mundiais já sumiram do mapa. Por exemplos, a famigerada Europa (excluindo-se a Rússia), antiga dona de 7% das florestas do planeta, hoje conta com míseros 0,1% de mata verde original.

Ou seja, boa parte do mundo propõe “Amazônia Patrimônio da Humanidade” porque não soube cuidar do seu próprio patrimônio e fica de olho no dos outros. Claro que há sérios problemas nesta região, mas as soluções estão longe de serem simples. Como não é simples a maior biodiverdade do universo conhecido.

Nas palavras de Miranda em seu excelente livro “Quando o Amazonas Corria para o Pacífico” (2007, p.103):

“A história social e ambiental da Amazônia desconhece a ordem e o progresso. (…) A origem histórica das paisagens amazônicas é ora um edifício, ora uma aldeia em movimento, sem planta, nem lógica evidente, seu tempo não é linear, nem segue a trajetória de flechas ou balas. Seu espaço diversificado é recheado de escadarias, caravelas, peabirus, porões, cerâmicas, esqueletos, subterrâneos, terras pretas, meandros e mistérios.”

2 Comentários »

RSS feed for comments on this post. TrackBack URI

  1. Essa questão da Amazonia é interessante. Lembro-me que há tempos atrás corria pela internet um discurso de um ministro da Educação aqui do Brasil que falava sobre a “Amazonia, o patrimônio da humanidade”. Me parece que o discurso foi nos EUA, e se fosse perdeu, vale a pena conferir:

    http://ocomunista.blogspot.com/2005/04/discurso-do-ministro-brasileiro-de.html

    Muito bom!

  2. Já conhecia este texto, Ângelo. Tanto é que tinha feito um link (em outro endereço, mas com o mesmo conteúdo), quando escrevo “Amazonia, o patrimônio da humanidade”.

    É um discurso bom mesmo do Cristovam Buarque…


Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Crie um website ou blog gratuito no WordPress.com.
Entries e comentários feeds.

%d blogueiros gostam disto: