na compania do lobo solitário

23, maio 23-03:00 2007 às 11:10 am | Publicado em literatura | 3 Comentários

ls.jpg

 

Poucas coisas são tão poderosas nessa vida como uma boa história bem contada. E o mangá do Lobo Solitário (como já comentei aqui) é uma das melhores histórias que já li.

Encerradada a leitura dos 28 volumes (que com prazer exibo em minha estante), mais de 9 mil páginas e dois anos e meio de espera pela sua conclusão, fica a impressão que pouquíssimos quadrinhos (no oriente e no ocidente) chegaram ou chegarão ao pé do que foi a saga do Lobo Solitário. Tenho lido outros mangás do mesmo roteirista Kazuo Koike (como Yuki e Crying Freeman) mas, embora saiam da mesma fonte, passam longe da qualidade de sua obra-prima.

Há uma versão futurista americana (o Lobo Solitário 2100) que foi publicada sem o consentimento dos criadores e que deve ser muito ruim, querendo apenas embarcar no sucesso do original. E está saindo no Japão a continuação oficial da trama do Lobo com o mesmo roteirista, mas um desenhista diferente (já que o Goseki Kojima, o primeiro desenhista faleceu em 2000): confira sobre esta nova versão aqui e um veja um preview aqui, que continua exatamente onde a história parou. Mas, repito, duvido que chegue aos pés da série original.

Quem leu a obra toda pode se sentir um privilegiado. Se você não é um desses, está dada a dica. Procure a obra nas gibitecas e gibiterias. Ou, bem conversadinho, quem sabe até mesmo eu não empresto?

Anúncios

Blog no WordPress.com.
Entries e comentários feeds.