por que não sou vegetariano

2, julho 02UTC 2007 às 3:01 pm | Publicado em cotidiano | 20 Comentários

horacio.jpg

Horácio, o T-Rex vegetariano do Maurício

 

Existe uma razão para que não me torne vegetariano: para não ser um chato.

Longe de mim julgar o humor da nobre comunidade que opta por não consumir carne. Mas como os mais importantes rituais sociais ocorrem em volta de uma mesa e considerando que a maioria da população é onívora – ou seja, come de tudo, inclusive (ou principalmente) carne – é esperado um certo incômodo entre convidados e anfitriões, esteja o vegetariano em qualquer lado. Incômodo este que pode ser muito mal interpretado num aniversário, churrasco entre amigos, festa de casamento e afins: ninguém quer passar ou deixar o outro com fome. Uma possível conclusão pode ser o afastamento social. Uma leve repulsa? Enfim, um chatice.

No mais, creio que os vegetarianos tem razão. Como se pode constatar em qualquer um dos incontáveis sites sobre vegetarianismo, há boas razões para abster-se de carne:

  • É ecológico.

A pecuária é, provavelmente, a maior responsável por grande parte do desmatamento dos biomas brasileiros (já acabou com o cerrado e hoje acaba com a Amazônia, por exemplo). Não bastasse, contribui enormemente para a escassez dos recursos hídricos (usando e poluindo muita água) e para a poluição do ar (os gases que saem pela frente e por trás dos bois poluem mais que os automóveis). Pudera, a população bovina hoje já supera a população humana no Brasil.

  • É saudável

Dificilmente alguém que tenha o mínimo de dinheiro hoje tem problemas com proteínas. Mas muita gente tem problemas com o colesterol. Come-se muito mais carne do que é necessário e a redução (ou eliminação com uma boa reposição nutricional) não faria mal a ninguém, ao contrário. É notável o quanto a digestão de uma refeição sem carne é muito mais fácil e leve, enquanto que uma digestão dominical típica tende conduzir arrotos de carne com coca-cola até o fim do dia.

  • Não é cruel

Todo mundo sabe o quanto os animais sofrem antes de chegar ao prato. Mas o que os olhos não vêem, o coração não sente. Contudo a reação é muito diferente quando se visita um matadouro ou uma criação de aves em larga escala ou mesmo quando se assiste a um dos sanguinolentos vídeos vegetarianos. Infelizmente nem todo frango é caipira e nem toda vaca é mimosa.

  • É econômico

O que pesa mais no bolso, um quilo de alcatra ou um quilo de banana?

  • É higiênico

Um vegetariano não fica com um pedaço de carne entre os dentes o dia todo. Mas também depois não sente o sabor dessa sobremesa extra (ught!, desculpe não resisti à piada).

lisa-simpson-3.jpg

Lisa, a Simpson vegetariana do Groenning.

Por essas e por outras reduzi bastante meu consumo de carne. Em casa entra só uma carne moída muito de vez em quando. Nos almoços de buffet vai muita salada e um peixinho no máximo.

Mas, longe de ser chato, não quero afastar amizades. Se me convidar para um churrasco, eu vou. Não vou deixar de comer um pão com lingüiça, não quero fazer cara feia pra ninguém (cara feia pra mim é fome). Mas vou caprichar mesmo é na salada.

20 Comentários »

RSS feed for comments on this post. TrackBack URI

  1. Adorei a sua postura e os seus argumentos. Muito bem escritos, nada agressivos (as vezes os que advogam pela causa vegetarianos perdem razão pela agressividade), e pesando vários lados.

    Parabéns pelas atitudes e pelo texto.🙂

    beijos

  2. impressionante ter a coragem de postar sua argumentação baseada unicamente em não querer contrariar o costume vigente de comer carne. Simplesmente por não querer criar um suposto “desconforto” em algum anfitrião, você abre mão de toda a sobriedade do vegetarianismo, que bem conhece.

    E se Jesus Cristo não quisesse se indispor com a sociedade judaica? E se Joana D’Arc não achasse interessante contrariar os costumes da sua época em nome do que acreditava? E se Newton achasse inconveniente pensar, escrever, e expôr o que achava certo, já que sabia que ia contra o habitual e rotineiro?

    Ainda bem que existem pessoas que pensam diferente de ti, meu caro.

  3. Há, começou a polêmica imóvel. Se tivesse postado aqui algo sobre as delícias de um espeto corrido provavelmente ninguém viria encher as paciências.

    Mas porque decidir reduzir significativamente meu consumo de carne sem querer trocar todos meus amigos onívoros a médio-prazo já sou alvo se ferrenha crítica, comparável a Jesus, Joana D´Arc e Newton?! Heheh, estou longe de merecer tanto.

    Embora concorde e respeite, o vegetarianismo não é uma bandeira que quero levantar e lutar. Até para que rótulos não sejam colocados onde não seriam necessários.

    Na verdade, devo mencionar que há mais um motivo para não ser abster-se completamente de carne sempre. Nos restaurantes vegetarianos é difícil alguém sorrir e a trilha sonora é, com sorte, as melhores do Henry Mancini.

  4. Esse é o problema de certos movimentos. Lutemos pela comida vegetal, pelos animaizinhos, contrariemos a guerra do iraque, e critiquemos os governos; aí pegamos nossos utilitários para ir ao Shopping comprar granola e cereais “politicamente corretos”. Ao redor, a grande massa muda e inerte dos verdadeiros problemas continua. E para esses ‘lutadores’ tão ávidos, a consciência fica incrivelmente limpa😉

    Só esqueceram de considerar onde está, num país como o Brasil, o epicentro da luta😉

  5. Leandro, apenas uma constatação:

    “O que pesa mais no bolso, um quilo de alcatra ou um quilo de banana?”

    Resposta: Pesam iguais, 1 kg de alcatra equivale a 1000g e 1 kg de banana também equivale a 1000g.

    Heheh! Só pra quebrar o clima pesado da discussão. Abraço!

  6. hhehehe, engraçado vai ser ver um quilo de alcatra e outro de banana em cada bolso!!

  7. Diminuir a carne e manter a moída? Eu tenho o mesmo posicionamento que você, mas mantive a picanha!!! Aliás, vamos marcar de ir numa churrascaria? Conheci uma que vale muito a pena contrariar todos os argumentos ecológico-sanitário-sociológicos. Abraço!

  8. Não sou vegetariano, e pelo que me conheço nunca serei. Como praticamente todo tipo de comida de orígem animal e não deixo também de comer uma salada e outros produtos vegetais pois sei da importancia nutritiva tanto de um como de outro. Não entendo e gostaria que alguém me explicasse pq quem quer abrir mão de comer alimentos de orígem animal faz tanta “propaganda” de ser vegetariano ou vegam? pq simplesmente não guardam pra sí o que comem ou deixam de comer? Acho que vou passar a fazer de igual modo uma ampla divulgação de se comer carne ou qualquer alimento de orígem animal. Não parece ridículo eu fazer tal coisa? até eu acho, mas é justamente o que fazem esses que querem abrir mão dos alimentos de orígem animal. Repito que não sou contra e procuro respeitar, mas pra que ampla divulgação? Me passam a impressão de que querem a todo custo convencer a todos a serem como são. Acho que o famoso “cada um na sua ” caberia bem nisso, mas pelo que vejo os ” anti-carnes ” querem “todos na sua ” Agradeço pelo espaço, abrigado.

  9. Marcos de Barros, os vegetarianos e vegans fazem toda a “propaganda” deles para converter mais pessoas em “herbivoros”, para que desse modo, cesse (ou pelo menos diminua) o massacre sanguinolento que acontece nos matadouros todos os dias, e que, infelizmente, quase ninguem sabe (ou finge não saber para poder deitar a cabeça no travesseiro sem culpa)

    • Marcos de Barros, as pessoas que são vegetarianas e principalmente vegan por questões ideológicas, fazem propagandas para pessoas como vc e com suas visões mudem, o motivo disso não é para que vc ñ tenha câncer no intestino em seu futuro, nós falamos e mostramos para que outros animais de outras espécies tenha direito a mesma “liberdade” que julgamos sendo correta para nós humanos, para que ñ se pratique crueldades contra seres q ñ estão em condições de se defenderem e que nossa própria constituição condena. Se nós vegetarianos, vegans ou qualquer outra coisa ñ tivessemos essa posição um número maior de humanos conscientes ñ passariam a refletir, se pessoas com propósito de justiça ñ lutassem contra escravidão a pouco tempo atrás, possivelmente ainda teriamos escravos, e é claro, algumas pessoas dizendo: “por que esses defensores ñ quardam para sí essa opinião de que todos são iguais e que ñ é correto ter escravos, por que ñ fica cada um na sua”, então certamente teria uma resposta: “Todos são iguais, tem os mesmos direitos e enquanto houver pessoas se aproveitando de outras, de animais ou do Meio Ambiente, também existiram pessoas que os defenderam.”

      Espero que agora entenda o motivo desse comportamento. Muito obrigado.

      Emerson Apio.

  10. Cada um come o que achar melhor e saudável para si. Nada contra o vegetarianismo, porque este segmento da sociedade ajuda a equilibrar a balança e diversificar o consumo dos alimentos. Entretanto é preciso ter em mente que a espécie humana sempre foi onívora, sempre comeu muita carne, e o argumento “intoxicante” contra alimentos de origem animal faz pouco sentido porque, se assim fosse, nossos ancestrais, muito mais sujeitos ao desígnios da evolução e da seleção natural teriam abandonado este tipo de alimento ou teriam sucumbido pelo seu consumo. Só para se ter uma idéia, nossos parentes chimpanzés consomem carne e, mais do que isso, carne de outros primatas.
    Além disso, a espécie humana, devido ao seu hábito onívoro levou à extinção a fauna de grandes mamíferos em várias regiões do planeta. Como é impossível converter 7 bilhões de pessoas ao vegetarianismo, será que os animais cinegéticos (alvos de caça) poderiam se livrar de uma extinção rápida sem o boi, o frango, o porco e outros animais que fornecem carne ao homem? Se imaginarmos que a população hoje é muito maior do que em períodos remotos de nossa existência, acho que seria uma catástrofe.
    Se todos parassem de comer carne, o que seria feito dos bois, galinhas e porcos e peixes criados para este fim? Não responda se não conhece o problema de espécies exóticas invasoras. Além disso, há problemas com o vegetarianismo e as “soluções verdes”: consumo de água, áreas de plantio, alterações de paisagens, etc., tudo devido ao aumento de consumo que ocorreria, considerando que há necessidade de muita planta para suprir a energia de um herbívoro. Não vale o argumento que os grandes animais da terra são herbívoros: eles comem demais, são pouco numerosos e…baleias não são herbívoras! Além disso, há os transgênicos, muito mais comuns entre vegetais, agrotóxicos em profusão e mesmo substâncias que ocorrem naturalmente em plantas podem ser danosas, o cozimento de vegetais costuma eliminar nutrientes, etc. Enfim, não é tão maravilhoso assim.
    A humanidade chegou a um ponto complexo, onde não dá simplesmente para toda a espécie parar de comer carne. Sim, há muitos problemas com o consumo desse alimento, mas um cardápio variado, inclusive de tipos diferentes de carnes, pode ser útil para controlar progressão dos problemas ambientais provocados.

    • Discordo de sua visão Marcos, todos os animais que são criados para abate necessitam de uma
      área, alimento e água para chegarem ao estágio final, um exemplo:

      otsugu.50webs.com/pt/comocriar-porco.html

      Neste site eles relatam que a alimentação destes animais tem uma variação de 1 a 4 kilos ao dia.

      Água, trexo do site http://www.rts.org.br/noticias/destaque-2/brasil-ultrapassa-meta-da-onu-para-a-agua :

      “A agricultura é o setor que mais consome água no país, cerca de 59%. O uso doméstico e o setor comercial consomem 22% e o setor industrial fica por último com 19% do consumo.

      Em 2004, segundo o IEA (Instituto de Economia Agrícola), da Secretaria de Agricultura e Abastecimento, nas exportações de carne bovina realizadas pelo Brasil, o maior exportador mundial de carnes, foram utilizados cerca de 14 trilhões de litros de água. Pela carne, os exportadores receberam o equivalente a US$ 1,970 bilhão.

      No mesmo período, nas exportações de carne de galos e galinhas foram utilizados cerca de 6 trilhões de litros de água. Da mesma forma, pela carne, os exportadores receberam o equivalente a US$ 801,8 milhões.

      Somados estes dois itens da pauta de exportações foram necessários quase 20 trilhões de litros de água para obter cerca de US$2,771 bilhões. Será que vale o câmbio? ”
      Os números variam e inúmeras são as maneiras de dizer quanto de água estamos jogando, literalmente, pelo ralo, mas há algo em comum: as necessidades indiretas são responsáveis por uma grande parcela do consumo. São necessários, por exemplo:

      – 1.900 litros de água para produzir 1 Kg de arroz

      – 3.500 litros de água para produzir 1 Kg de carne de frango

      – 10.000 litros de água para produzir 1 Kg de carne de boi

      – 150.000 litros de água para produzir 1 automóvel de passeio

      – 280.000 litros de água para produzir 1 tonelada de aço”

      Sobre o ponto que você colocou de nossa evolução, os macacos, independente da espécie e de suas dietas alimentares, sobrevivem em condições naturais, eles não pegam bichos como galinhas, as inserem em gaiólas, as privam de liberdade e depois de botarem tantos ovos as matam.
      Atualmente para que seja diponibilizado um prato de carne bovina para um elemento de nossa espécie, foi necessário o plantio ou reserva de uma extensa área para servir de alimento para esse animal e uma quantidade muito grande de água, então basta pensar um pouco com nossa surpreendente capacidade, se o organismo destes animais não convertem tudo que ingerem em carne “huuummm”, eles teram que comer uma quantidade bem grande de alimentos para chegarem no peso de abate e quando esta data for atingida, sera fornecida uma quantidade de alimento muito muito menor do que eles consumiram durante o tempo de PRODUÇÃO. Nesta simples analise é possível ver que se destinarmos os alimentos consumidos pelo animal (ex, grãos) ou a área “pasto” para o plantio, teriamos MUITO mais alimentos “regiões de nosso planeta passam fome” e iriamos utilizar uma quantidade MUITO menor de água potável, sendo assim, para seres totalmente racionais, que não levam em consideração a privação da liberdade ou sofrimento de animais essa ainda seria o escolha racional, já esta sendo para alguns!

      Vendo tudo isso podemos concluir:

      Quando comemos carne, estamos fazendo pessoas passarem fome, estamos queimando florestas “aumento de área para pecuária na Amazônia”, utilizando uma quantidade muito maior de água e por fim, fazendo com animais de outras espécies tudo o que repelimos e classificamos como imoral durante nossa história.

      Não é apenas possível que 7 bilhões de pessoas se tornem vegetarianas, isto é um fato que os demais integrantes de nossa sociedade não poderam argumentar diante dos atuais fatos, nem que não seja por voltade ou interesse de todos, industrias como Sadia e Perdigão já frabricam boa parte de seus produtos sem matéria prima amimal (ex. Hamburger), governos já proíbem produções de animais por que não conseguirem fornecer recursos ou processar resíduos, redes de supermercados já boicotam carnes de origem Amazônica (desmatada), ou seja, já estamos caminhando para este destino, infelizmente não é por uma visão consciente sobre o respeito para com elementos de outras espécies e para com nosso planeta.

      Conheci pessoas que se deram conta de suas responsabilidades, que se tornaram vegetarianas, vejo projetos crescendo rapidamente e um número cada vez maior de pessoas engajadas nesta luta.

      Sobre a questão do que fazer com os atuais animais destinados para abate? Esses animais são cridados e passam pelas atuais condições por que são considerados PRODUTOS destinados a nossa alimentação, se não consumirmos não haverá podução.

      “Segundo o gerente da Frangos Canção, a cada mil aves criadas há uma demanda de 4 metros cúbi­­cos de madeira de eucaliptos. “O país tem uma produção anual de 5 bilhões de cabeças de frango de corte, o que corresponde a um consumo de 20 milhões de metros cúbicos de madeira. O Paraná, maior produtor de aves do país, concentra a produção de 23% desse volume, com um consumo de 92 mil hectares de terras reflorestadas com eucaliptos”, explica.”

      www. negociosdaterra.com.br/index.php?pg=noticias&noti=1534

      Obrigado a todos pela atenção e interesse sobre o assunto.

    • E sobre o comentário dos nossos ancestrais, de terem “evoluído comendo carne”. Evoluímos, mas continuaremos evoluindo comendo mais hambúrguer? Deveríamos então continuar com o escravismo? Deveríamos andar com machadinho? Caçar? Desenhar na parede? Para evoluirmos mais… hahaha, desculpe pela piada. Mas esse argumento de evoluirmos comendo carne, pra mim não funciona.
      Respeito seu argumento.

  11. TODOS os problemas do MUNDO seriam ASTRONOMICAMENTE reduzidos se A POPULAÇÃO DIMINUÍSSE. Tanto a agricultura qto a pecuária DESTROEM o meio ambiente nas escala em que são praticados. Só qdo a população DIMINUIR – e, consequentemente, a necessidade de todos os tipos de alimento também – é que os problemas ambientais, econômicos, de oferta de trabalho, de saúde e de previdência social terão UMA CHANCE de serem resolvidos, ou seja, NOSSOS BISNETOS não estarão vivos pra conhecer um mundo sem extremistas IDIOTAS por toda parte, sejam esses idIotas VEGETARIANOS ou NÃO.

  12. TODOS os problemas do MUNDO seriam ASTRONOMICAMENTE reduzidos se a POPULAÇÃO DIMINUÍSSE.
    Tanto a agricultura qto a pecuária DESTROEM o meio ambiente na escala em que são praticados. Só qdo a população DIMINUIR – e, consequentemente, a necessidade de todos os tipos de alimento também – é que os problemas ambientais, econômicos, de oferta de trabalho, de saúde e de previdência social terão UMA CHANCE de serem resolvidos, ou seja, NOSSOS BISNETOS não estarão vivos pra conhecer um mundo sem extremistas IDIOTAS por toda parte, sejam esses idiotas VEGETARIANOS ou COMEDORES DE CARNE.

  13. sou vegetariana e legal, pra provar isso, não vou escrever milhoes de coisas aqui… hauiahiuahauiahuiahaiuhaua…

  14. Ei ei ei ! perai, falar que vacas produzem mais gases tóxicos que os carros, pelo amor de Deus!!!! não fale besteira, sou estudando de medicina veterinária e posso te garantir que isso é conversa fiada!!!!!

    Gostei do texto, mas tem mais coisas que não se encaixam na realidade!

    abraço

  15. Não é questão de ser chato e sim de não ter medo em afirmar suas convicções. O mais bacana em ser vegetariano é conquistar o respeito dos amigos e colegas, que muitas vezes acabam até se conscientizando também e seguindo seu exemplo. Pense nisso.

    http://vista-se.com.br/redesocial/pessoas-ainda-tem-medo-de-praticar-o-vegetarianismo/#more-5044

  16. Em 1.º lugar – sou vegetariana
    em 2.º lugar – detesto fanatismos
    em 3.º lugar – cada um come o que quer!
    Pronto irmãos vegetarianos ataquem-me
    O que acontece é que eu sou vegetariana por várias razões, a primeira é a minha saúde o restante vem por acréscimo.
    Eu compreendo que nós queiramos consciencializar os omnívoros, no entanto, tornamo-nos insuportáveis com tanta pressão e rotulando quem come carne. Onde está o livre arbítrio no meio disto? até Deus respeita o livre arbítrio do homem. Estarão os vegetarianos acima disto. Por favor não me envergonhem, cada vez que digo que sou vegetariana quase me batem, não quero isso. Orgulho-me na minha alimentação, embora não faça publicidade disso, em vez disso, faço circular a informação, para que cada um construa a sua própria opinião.
    Bem Haja

  17. Somos apenas uma espécie dentre as muitas que habitam este planeta, por uma consciência parcial de raciocínio lógico não significa de podemos explorar de todas as formas possíveis OUTROS ANIMAIS SENSÍVEIS (pouco tempo atrás colocavam escravos crianças-mulheres-homens nesta categoria) E O MEIO AMBIENTE da forma como quisermos, os veganos, vegetarianos ou ambientalistas não lutam porque estão se importando com sua alimentação ou com oq vc faz, estas pessoas lutam pelos animais e pelo meio ambiente que não podem ou tem muitas limitações para se defender, assim como lutaram pelos escravos, nosso direito de livre-arbítrio termina quando começa o de outro ser vivo, caso alguém não respeite isso, alguns defenderam os mais fracos (isto sim é livre-arbítrio, uma escolha por lutar contra o que não queremos que seja feito com nossa espécie mas estamos fazemos com as outras).
    Escolha vc tb, todos estes seres e o planeta precisam de sua escolha!
    Abs


Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Crie um website ou blog gratuito no WordPress.com.
Entries e comentários feeds.

%d blogueiros gostam disto: