em chamas

15, setembro 15UTC 2007 às 10:16 pm | Publicado em cotidiano | 2 Comentários

Sempre existem aquelas pessoas, aqueles livros, aqueles objetos por quem mantemos um afeto mais do que comuns. A perda de qualquer um deles é uma tristeza muito grande, por vezes inconsolável. Mas o que falar dos lugares especiais quando parecem estar indo embora?

novo-4.jpg

Embora tenha estado lá poucas vezes (muito menos do que gostaria), tenho uma especial predileção pela região do Pico Paraná na Serra do Mar. É impossível voltar de lá a mesma pessoa. A experiência é única e inefável.

É com muito pesar que acompanho o incêndio que neste momento consome a típica vegetação local. Ah, se dispusesse de um pouco mais de tempo e condição física sem dúvida eu agora estaria junto com os verdadeiros montanhistas auxiliando no combate ao fogo.

É muito triste ver um grande amigo sofrendo.

2 Comentários »

RSS feed for comments on this post. TrackBack URI

  1. Putz, isso é de fato muito triste. O negócio é andar mto de bike para poder guentar o tranco e poder ajudar (pelo menos eu, heheh)

  2. este texto pareceu escrito pelo pequeno príncipe.
    mesmo🙂


Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Blog no WordPress.com.
Entries e comentários feeds.

%d blogueiros gostam disto: