a terceira margem do rio

4, outubro 04-03:00 2007 às 2:04 pm | Publicado em meandros | 3 Comentários

 meandros.jpg

“Sou o que não foi, o que vai ficar calado. Sei que agora é tarde, e temo abreviar com a vida, nos rasos do mundo. Mas, então, ao menos, que, no artigo da morte, peguem em mim, e me depositem também numa canoinha de nada, nessa água que não pára, de longas beiras: e, eu, rio abaixo, rio a fora, rio a dentro – o rio.”

 João Guimarães Rosa

Anúncios

Crie um website ou blog gratuito no WordPress.com.
Entries e comentários feeds.