tao e coisa, coisa e tao

21, novembro 21-03:00 2007 às 2:52 pm | Publicado em meandros | 1 Comentário

meandr1.jpg

Um pequeno trecho meio zen-vergonha da obra que conta a vida do maior samurai de todos os tempos.

“Portanto, quando um espadachim se dedica à escultura, está se empenhando em elevar o espírito, assim como um monge, ao empunhar uma lâmina e esculpir uma imagem santa em estado de auto-anulação, está procurando aproximar seu espírito ao do santo que esculpe. O mesmo espírito norteia os que pintam, ou se dedicam à caligrafia. A meta de todos é atingir a lua, mas muitos são os caminhos que conduzem ao cume da montanha. Alguns se perdem em meandros, ou tentam novos caminhos: todos porém os trilham procurando chegar o mais perto possível da serena perfeição de Buda.”

Musashi (p. 939 )

Anúncios

Blog no WordPress.com.
Entries e comentários feeds.