tao e coisa, coisa e tao

21, novembro 21UTC 2007 às 2:52 pm | Publicado em meandros | 1 Comentário

meandr1.jpg

Um pequeno trecho meio zen-vergonha da obra que conta a vida do maior samurai de todos os tempos.

“Portanto, quando um espadachim se dedica à escultura, está se empenhando em elevar o espírito, assim como um monge, ao empunhar uma lâmina e esculpir uma imagem santa em estado de auto-anulação, está procurando aproximar seu espírito ao do santo que esculpe. O mesmo espírito norteia os que pintam, ou se dedicam à caligrafia. A meta de todos é atingir a lua, mas muitos são os caminhos que conduzem ao cume da montanha. Alguns se perdem em meandros, ou tentam novos caminhos: todos porém os trilham procurando chegar o mais perto possível da serena perfeição de Buda.”

Musashi (p. 939 )

1 Comentário »

RSS feed for comments on this post. TrackBack URI

  1. É isso aí, só o cume interessa!

    abração,


Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Blog no WordPress.com.
Entries e comentários feeds.

%d blogueiros gostam disto: