7 coisas sobre Buenos Aires

19, fevereiro 19UTC 2008 às 3:54 pm | Publicado em sem categoria melhor | 1 Comentário

Conheço o exterior bem menos do que gostaria. Por isso, antes da minha última viagem para fora do Brasil busquei o maior número de informações que pudessem me ajudar a aproveitar a cidade de Buenos Aires ao máximo.

Bom, a internet (em especial blogs, comunidades e grupos de discussão) foi a melhor fonte. Algumas coisas, no entanto, durante minha breve estadia por lá me chamaram muito a atenção. Espantei-me por haver menção nenhuma sobre elas nas buscas preliminares.

Por isso resolvi relatá-las aqui. De repente podem ser úteis para alguém que está preparando sua viagem. Vamos lá.

homero.jpg

 

1. Os portenhos adoram os Simpsons!

Estão por todo lugar. Os personagens de Matt Groening estampavam a gravata do funcionário do aeroporto, estavam pintados nos muros e estádios de futebol com as camisas dos respectivos times, ajudavam a vender posters e quadros nas banquinhas de jornais, pululavam em formas de bonecos e jogos nas lojas de brinquedos e até faziam parte da publicidade oficial na cidade. Muito mais do que se podia imaginar. Não sei o porquê, mas nuestros hermanos gostam mais dos Simpsons do que o normal.

2. Tudo fica a 8 quadras!

Essa história que está em todos os guias de que Buenos Aires é uma cidade para ser conhecida a pé é verdade. Como também é verdade o fato de que, por isso, se anda muito. Não sei se foi coincidência, mas na maioria das vezes em que perguntava a distância de um determinado local a resposta mais comum era: “otcho quadras“. Pelo sistema de numeração das ruas de lá (100 números a cada quarteirão) era fácil de calcular. E, realmente, quase tudo estava a uma distância de 8 quadras.

3. Andar pelas calçadas é perigoso!

Eu que reclamava das calçadas de Curitiba, tropecei muito em Buenos Aires. Há muitos buracos e o padrão do calçamento é bastante irregular. Sem contar com os inúmeros cocôs de cachorro. Por isso, olhar para o chão é vital.

4. Vale a pena andar de ônibus!

Com o câmbio a nosso favor, é comum o comentário de que andar de táxi é muito barato em Buenos Aires. E é mesmo. Mas andar de ônibus é mais barato ainda, com a vantagem de que você não corre o risco de ser enganado. A passagem custa 80 centavos de Peso (menos de 50 centavos de Real) e as linhas costumam ir muito longe. Guias locais da cidade (como “Guia T”) trazem as rotas e podem ser usados com facilidade. Dependendo da linha e do carro, há som e luzes coloridas (em umas das viagens, por exemplo, o CD que tocou foi uma coletânea do “The Smiths” e noutra “Led Zeppelin”). E os motoristas são uma emoção à parte naquele trânsito maluco.

5. O café-da-manhã é delicioso!

Não estou falando do desjejum do hotel, falo dos pães e doces que são adquiridos nas padarias. Chegando em uma delas pede-se pelas “facturas“, que são como são conhecidos os croissants, churros, pãezinhos, folhados e outras delícias recheadas com doce de leite. Pesa-se todos os doces juntos e paga-se o mesmo preço por todos. E depois é só alegria para o paladar.

6. As apresentações do metrô são uma atração à parte!

Em qualquer vagão do metrô e a qualquer hora do dia ou da noite entra alguém vendendo, pedindo ou se apresentando. As apresentações são dignas de nota. Vi desde um senhor solitário cantando tangos antigos, passando por músicos com os mais diferentes instrumentos, bandas inteiras e teatro de bonecos. Aquilo é que era criatividade.

7. Existem coisas boas na televisão!

Embora a maior parte da programação seja dispensável (como por aqui), há alguns programas que se destacam. Como o “Algo Habran Hecho (por la Historia Argentina)“, que conta a história do país de uma maneira muito bem humorada e crítica e o impagável desenho animado “Los Peques, que passa também no circuito fechado do metrô.

É isso. A cidade é linda, vale muito conhecer. Mas as outras informações você encontra por aí.

1 Comentário »

RSS feed for comments on this post. TrackBack URI

  1. Então… tomar conhecimento da existência de seu blog foi uma das minhas melhores descobertas pessoais de ultimamente… (que fique bem claro que não há viadajens nessa minha observação!) seu texto é bem elaborado, simples, direto e o mais importante… com muito humor ! Esse apecto, mais específicamente, está me ajudando a mudar algumas perspectivas que tinha sobre o texto e a produção textual! (lembre-se meu mestrado é sobre a melancolia)… quanto a Argentina… tudo certo… talvez tenha esquecido que a Quilmes é brasileira agora e que custa muito barato nos mercados e que também havia uma coletânea do The Cure naqueles coletivos com problemas respiratórios ! Um abraço guri !


Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Blog no WordPress.com.
Entries e comentários feeds.

%d blogueiros gostam disto: