rastros

14, julho 14-03:00 2009 às 1:39 pm | Publicado em meandros, poesia | Deixe um comentário

trigo meandros

“A minha voz se confunde

com a voz do vento subindo

que tendo rumo e destino

também canta sobre os pastos

.

E nos ermos campos vastos

eu canto sobre o que sei e que penso

sobre os varzedos imensos

onde desenho os meus rastros”

Luiz Marenco

Anúncios

Crie um website ou blog gratuito no WordPress.com.
Entries e comentários feeds.