troféu meandros 2011

31, dezembro 31UTC 2011 às 2:11 pm | Publicado em sem categoria melhor | Deixe um comentário

No apagar das luzes de 2011, a prova de que o blogue sobrevive. Eis os melhores do ano em minha modesta e limitada opinião. Modesta, porque devo ser um dos melhores modestos do mundo. E limitada porque com a imersão offline que tenho praticado, estou por fora da indústria cultura, excetuando algumas categorias como os livros – que  consegui ler em bom número – e a novíssima categoria DVD Infantil – esta sim extremamente bem vivenciada.

Bom, vamos os vencedores!

.

.

.

Livro

A Cidade Ilhada – Milton Hatoun

Este livro de contos é uma pequena pérola. O autor amazonense prova que além de dominar o romance, é mestre também no gênero do conto. Livro daqueles que te pegam pelo cabelo e te arrastam até o fundo das águas do Amazonas.

.

Breves entrevistas com homens hediondos – David Foster Wallace

Fodástico. E ponto.

.

Amor nos tempos do Cólera – Gabriel Garcia Marques

Gostei mais do que os Cem Anos de Solidão, e não é fácil superar algo que já era tão bom.
.

Filme

127 horas

Não chega a ser nenhum Na natureza selvagem, mas a história real de um jovem aventureiro preso sozinho no meio do nada guarda suas semelhanças. Assisti sem conhecer sobre o desfecho do problema do rapaz espremido entre pedras no deserto – um previsível desfecho, mas mesmo assim estarrecedor – e isto contribuiu para valorizar melhor a experiência cinematográfica. O diretor poderia facilmente apelar para soluções sádicas, mas preferiu uma bela fotografia e uma competente trilha para contar este exemplo extremo da capacidade de tomada de decisão frente à desafios reais.

.

Tropa de Elite 2

Nem de longe foi tão comentado como o primeiro, mas enquanto tentativa de reflexão da violência cotidiana e seus fatores, é infinitamente melhor (embora limitado, como é de se esperar de uma obra fechada de entretenimento). Enquanto o Capitão Nascimento pôde ser adotado como um ótimo anti-herói para quem ainda vê o mundo na ótica maniqueísta, o Coronel Nascimento não goza de tanto prestígio por não permitir soluções fáceis. Precisa interagir com a mídia, a política, as ONG´s, as mílicias e a interação entre elas. Por isso – e por não deixar de ser um ótimo filme de ação – Tropa 2 não pode deixar de ser relembrado como um dos destaques do ano.

.

Em um mundo melhor

Este filme dinamarquês, que ganhou outro prêmio de menor significância (o Oscar de filme estrangeiro de 2010), faz uma ótima discussão sobre a não-violência e seus meandros, sem meios termos.

.

CD

Feito pra acabar – Marcelo Jeneci

O Marcelo Jeneci já está por aí faz tempo, compondo e tocando gaita com/para diversos nomes da MPB e este CD só coroa seu bom trabalho. Poesia e melodia de primeira, muito melhor que aquele seu xará, que tenta fazer isso e só sai mimimi, o Camelo.

.

Sou Suspeita Estou Sujeito Não Sou Santa – Anelis

A filha do Itamar Assunção chega com um disco irresistível, de um balanço e arranjos que conseguem ser ao mesmo tempo refinados e grudentos (o que é extremamente raro por aí).

.

A Banda Mais Bonita da Cidade – A Banda Mais Bonita da Cidade

O disco vai muito além do famosíssimo clipe e do amor e ódio que a banda conquistou. Vale uma ouvida bastante atenta pois há muito mais que cabe na despensa.

.

Videogame

Yoshi Island DS

Como nunca tive nenhum console da Nintendo até o Wii, não conheci Yoshi Island, tido como um dos melhore jogos de plataforma de todos os tempos, na sua época, a saudosa (?) década de 90. Mas sabendo agora que havia um remake muito parecido para o DS, pude comprovar o mérito do jogo. Realmente, é diversão despretensiosa e ótima jogabilidade, tudo o que posso querer de um jogo de videogame.

.

Monkey Island SE

Os jogos da série Monkey Island foram os que trouxeram maior influência em minha formação. O que sei de inglês e o cabelo comprido que usei até o início do século XXI se deve ao Guybrush Threepwood. É por isso que foi muito emocionante rever a série repaginada -com gráficos e música ao mesmo tempo melhorados e extremamente fiéis ao original – na versão que joguei para iPod.

.

Metroid Pinball

Um jogo de Pinball para o Nintendo DS com elementos adicionais interessantes. Diversão despretensiosa e ótima jogabilidade, tudo o que posso querer, bom você já sabe.

.

HQ

Scott Pilgrim contra o mundo – Bryan Lee O`Malley

Não é uma HQ que prime pelo conteúdo. A forma, porém, confere uma velocidade e envolve elementos culturais pop – principalmente oriundos do videogame – tão fortemente que não a deixam ser esquecida facilmente. Ao contrário, o envolvimento na leitura foi algo que não tinha sentido há algum bom tempo. A boa tradução e a boa adaptação também ajudaram muito.

.

Aventuras de uma criminóloga (Julia Kendall)

Garantia de sempre um ótimo roteiro e uma condução gráfica caprichada. A melhor regularidade em gibi de todos os tempos.

.

RED – Aposentados e Perigosos

Comprei em um sebo e li esperando o ônibus numa rodoviária. Me surpreendi com uma história com começo, meio e fim, bem desenhada e roteiro convincente. Ótimo e por isso me nego a ver o filme para não estragar a boa experiência.

.

Blogs

Catatau

Faça chuva ou sol, caiam e ergam-se governos, quebrem-se e consertem-se os paradigmas, lá está o catatau sempre com uma perspicaz e fora do (senso-)comum análise do entorno. Agora em endereço novo, mas com constância no forte conteúdo contra a “jornal hojealização” da contemporaneidade, num blogue feito à unha, sem patrocínios e suporte de grandes mídias ou portais.

.

Ir e vir de bike

Já sob o guarda-chuva da Gazeta do Povo, Alexandre Costa Nascimento fez bonito em 2011 no que, já se pode dizer, é o mais importante blogue de bicicletas de Curitiba. Além de abordagens jornalísticas e furos que só seriam permitidos com o apoio oficial de um veículo de comunicação de porte, o Ir e Vir de Bike chegou a trazer mais informações sobre eventos cicloativísticos (antes e depois) do que os veículos oficiais (como o próprio blogue da bicicletada).

.

Vá de bike

O Willian Cruz tem feito também um ótimo trabalho em Sampaulo com o cicloativismo, mas seus post alcançam o Brasil todo, chegando até a citar situações aqui de Curitiba. A repaginada do visual do blogue ajudou muito, fazendo jus À sua qualidade.

.

DVD Infantil

O Livro das Brincadeiras Musicais da Palavra Cantada

Depois de quase 20 anos de estrada, o Palavra Cantada já reúne um bom (e bota bom nisso) repertório. O que esta coleção de 5 DVDs (+ 5 CDs + 5 livrinhos) fez foi transformar as músicas em brincadeiras, principalmente para instrumentar professoras de arte com habilitação em música em levar atividades relacionadas às escolas. Mesmo crianças pequenas (como as minhas, hehe) se encantam com o material e aprendem movimentos, conceitos e melodias naturalmente. E o melhor, as músicas são tão boas que não há incômodo em que elas fiquem alojadas em sua cabeça o dia todo.

.

Minuscule

Esta série francesa que mistura animação com documentários sobre a vida dos insetos  sem usar palavras é fantástica. É jargão dos jargões, mas seus episódios de 5 minutos agradam crianças de todas das idades, principalmente as adultas. Pena que não saiu oficialmente no Brasil, restando apenas o acesso pela internet.

.

Cocoricó

Esta produção brasileira não deixa nada a dever para qualquer bom programa infantil do mundo todo. Destaque para os DVDs de clipes musicais com composições do Hélio Ziskind.

.

Parabéns aos vencedores! Relembre os vencedores dos anos anteriores aqui:

2006

2007

2008

2009

2010

E um ótimo 2012! Até!

Deixe um comentário »

RSS feed for comments on this post. TrackBack URI

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Blog no WordPress.com.
Entries e comentários feeds.

%d blogueiros gostam disto: