antropomorfismo

19, agosto 19-03:00 2010 às 10:55 pm | Publicado em cotidiano, fotos fodásticas (ou nem tanto) | 2 Comentários
Tags:

Sim, este blogue anda mais parado que água de poço. As demandas do mundo real são bem mais urgentes que um senso do dever de manter atualizações internéticas.

Mas, em respeito aos meus poucos (porém sinceros) leitores, um resumo ilustrado das últimas notícias.

A dose diária do Alberto Montt.

Quebrei o pé pedalando minha (ex-) fixa em um acidente como o do gueparto acima. A fratura já consolidou e estou quase com todos os movimentos recuperados. Quebrar o pé é pior que quebrar o braço. Já é minha sexta fratura ao longo da vida.

.

Postal de 18 anos do Restaurante Green Life. Foto de Maurilio Cheli.

Os sabiás aí de cima lembram muito o cotidiano aqui de casa. Por que será? (Versão mamãe.)

.

Uma dessas imagens da internet, modificada segundo a realidade local.

Os macacos aí de cima lembram muito o cotidiano aqui de casa. Por que será? (Versão papai.)

Anúncios

Mitos e Verdades sobre a criação de gêmeos

14, julho 14-03:00 2010 às 6:12 pm | Publicado em educação | 16 Comentários
Tags:

Do alto dos meus cinco meses de experiência como pai amoroso e dedicado de duas lindas menininhas, já me atrevo a comentar sobre as frases comumente ditas a respeito da educação de gêmeos pequenos.  Em que pese a experiência ser pessoal e não necessariamente generalizável para outros casos, seguem minhas considerações.

.

1. Gêmeos dão trabalho em dobro.

MITO

Sim, gêmeos dão bem mais trabalho que um bebê só. Mas não chega a ser o dobro. Ou até chega ultrapassar o dobro. Mas exatamente o dobro de trabalho, os gêmeos não dão. Explico. Para levar ao pediatra, por exemplo, o dobro de trabalho seria agendar uma consulta, levar a criança, consultar a criança, trazer a criança para casa, agendar outra consulta, levar a outra criança, consultar a outra criança e trazer a outra criança para casa. Portanto, agendar duas consultas (uma junto da outra), levar as crianças juntas, consultá-las na sequencia e trazê-las juntas para casa dá menos que o dobro do trabalho. Talvez uns 130%. Por outro lado atender dois bebês chorando fortmente ao mesmo tempo dá bem mais trabalho do que acalmar um bebê chorando e depois acalmar o outro bebê chorando. Uns 260%. Mas 200% de trabalho é bem difícil de acontecer.

.

2. Você vai precisar de ajuda.

VERDADE

Talvez esta seja a maior verdade sobre gêmeos. Uma mãe sozinha ou mesmo apenas o casal dificilmente passarão pela experiência de cuidar de uma duplinha (ou trio, quarteto…) sem danos físicos ou psíquicos. Felizmente estamos podendo contar com avós, cunhadas, primos e outros amigos e familiares nesta desgastante empreeitada. E, se você leitor, quiser nos ajudar, será bem-vindo!

.

3. É possível amamentar dois bebês ao mesmo tempo

MITO

Embora amamentar no seio seja a única tarefa completamente exclusiva da mãe (nas outras o pai não tem desculpa, não só pode como deve fazê-las), me arrisco a dar pitaco neste item também. Amamentar é muito mais que dar o leite para o bebê. É conversar com ele, olhar nos olhos, transmitir carinho, transmitir amor e blá blá. Como fazer isso segurando dois? Não dá. Dá para dar leite para dois ao mesmo tempo, mas não Amamentar. Só de vez em quando, para tirar alguma foto.

.

4. Quando um gêmeo chora, o outro chora também.

MITO

As minhas, pelo menos até agora, só fazem isto quando o choro é muito, muito intenso. É comum até que uma chore e a outra ria no mesmo ambiente. Talvez o choro simultâneo seja coisa de gêmeo monozigótico (coisa que as minhas não são), que faz com que sintam o que o outro está sentindo e tal. Não sei. Sei que a empatia fraternal ainda precisa ser melhor desenvolvida aqui em casa.

.

5. Os gêmeos dão muito mais alegria.

VERDADE

E mais que o dobro! E mais que tudo! Duas crianças sorrindo juntas  iluminam o quarto, a casa, a cidade, o mundo inteiro!

.

Vou até ali enxugar a baba e já volto.

Crie um website ou blog gratuito no WordPress.com.
Entries e comentários feeds.